Vizela: Homem expulso de casamento por oferecer um envelope com notas do Monopólio

Pois bem, Rafael Eiró nunca teve boa fama na freguesia de Infias, em Vizela. Já nos clássicos jogos de sueca no café, Rafael tinha a fama de ser muito batoteiro e um dia teve uma discussão com o seu primo que chegou a vias de facto, durante um torneio de sueca cujo prémio era uma boa pata de presunto.

Agora, Rafael voltou a dar que falar, depois de ter sido convidado para o casamento de um outro primo seu, este em segundo grau. Como é hábito, os noivos são presenteados, de uma forma ou de outra, pelos seus convidados no grande dia e bem, Rafael tinha dois problemas conhecidos: para além de batoteiro e aldrabão, também não andava a nadar em rios de dinheiro.

Assim, e para parecer bem, Rafael decidiu presentear o primo e a futura mulher com um envelope cheio de notas… o problema é que eles abriram o envelope ali, no dia do casamento. E quando viram que se tratavam de notas do jogo de tabuleiro Monopólio, não toleraram a falta de respeito e expulsaram-no mesmo do local.

No café onde costuma ir, Rafael não mostrou arrependimento: “Os canapés estavam muito bons. Nesta vida, cada um dá o que pode”.

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.