Homem leva boneca insuflável ao hospital para fazer o teste à COVID-19

Um homem muito preocupado com a sua namorada decidiu mesmo levá-la ao hospital para que pudesse ser testada à COVID-19.

BETANO OFERTA 5€ GRÁTIS

Fernando Birote diz que “a sua namorada não merece menos do que os outros por ser insuflável” e mostrou-se muito preocupado com ela porque aparentemente, enquanto passeava com ela nas margens do Rio Vizela, viu dois adolescentes a tossir para cima dela, algo que em tempo de pandemia é “completamente descabido”.

Fernando reconhece que o ato não foi intencional por parte dos jovens mas teme pela saúde dela e também pela dele e assim, quis que a sua namorada insuflável, que ele apelidou de Célia, fosse testada à COVID-19.

O homem falou à imprensa local e disse: “Ela não merece menos do que os outros porque é insuflável. A Célia é insuflável mas precisa de ser cuidada e para além dos miúdos que lhe tossiram em cima, eu próprio às vezes o faço durante o ato s*xual, pelo que quero assegurar-me de que ela está segura”.

Consta-se que Fernando Birote foi expulso do hospital depois de ter insistido demasiado para que Célia fosse testada, tendo sido inclusive agressivo para duas enfermeiras que estavam de serviço.

Surreal.

Nota: Artigo fictício/satírico/humorístico. A informação aqui veiculada não corresponde à realidade, é meramente ficcional.