Jovem de Vizela tentou pintar o cabelo em casa e acabou assim

Uma jovem oriunda de Santa Eulália, em Vizela, demonstra-se visivelmente frustrada com a situação do confinamento e sem meios para poder ir a um cabeleireiro, decidiu que ia pintar o cabelo em casa. O problema foi que correu tudo muito, muito mal.

Francisca Miguel, de 26 anos de idade, falou com um jornal online da região a expor toda a situação: “Eu sei que a COVID-19 é um problema muito grave mas acho que a minha raiz do cabelo era um problema ainda maior e vi-me obrigada a ter de fazer alguma coisa. Comprei uma lata de tinta no AKI e decidi tratar do assunto por mim e sinceramente, só fiz asneira”.

Eis o resultado:

Consta-se que Francisca pediu ao seu irmão mais novo que a ajudasse na sua missão e digamos que nem um, nem o outro pareciam ser dotados de grande jeito para aquilo. Ainda assim, Francisca aprendeu: “Foi da pior maneira mas aprendi que não é qualquer lata de tinta que serve para pintar o cabelo”.

Mais sorte na próxima…