Quem quiser ir a Vizela, só pode entrar com um teste anal negativo

Pois é, sabemos que as medidas de combate ao contágio do coronavírus estão bastante apertadas em Portugal e ainda que sob as normas que já vigoram a nível nacional, existem regiões a apertar ainda mais o cerco.

Devido à exposição recente de um novo método de testagem à COVID-19, método este via anal, acontece que quem quiser entrar em Vizela só o poderá fazer com um teste anal que tenha resultado negativo.

Os dirigentes dos serviços da região entendem que esta é a melhor decisão a tomar, depois de todos os estudos que foram feitos relativamente a este novo método de testagem, que pode até ter maior taxa de acerto comparativamente com a já conhecida zaragatoa.

As opiniões em Vizela têm sido divididas. Quem está de fora, no entanto, vê a situação com maus olhos. Leandra Neves, que trabalhou no ramo da indústria para adultos em Vizela e viu-se obrigada a sair para conseguir sustentar-se desde que a pandemia começou, manifestou o seu desagrado:

“Acho muito, muito mal. Eu saí de Vizela em busca de rendimentos desde o fecho das casas de alterne e agora estou impedida de voltar. Testes por via anal já eu fiz muitos antes da COVID-19, e até recebia bem por alguns deles. Acho a medida descabida e quero muito voltar à terra que me viu crescer”.

A verdade é que a generalidade das pessoas pareceu aceitar a medida de forma leviana: segurança em primeiro lugar.